segunda-feira, 14 de julho de 2014

O grêmio da civilização


Logo na minha chegada (...) espantou-me o Nicolau Velho: apresentou-se esfarrapado, cadavérico pois ainda estava sofrendo sezões – e completamente embriagado. Lamentei depois não ter tirado um retrato dele naquele estado para tê-lo em mão quando um dia se discutir a necessidade de chamar os nossos “infelizes irmãos da selva ao grêmio da civilização”.

Trecho de carta de Curt Nimuendajú a Carlos Estevão de OLIVEIRA (29/3/1932) a respeito de seu amigo e informante Apinayé Nicolau (Ngokrúa). Retirado do livro "Cartas do Sertão", organizado por Tekla Hartmann.